top of page

Competição AVPA

Chocolates elaborados na origem
choco.png

O 4º Concurso Internacional de “Chocolates Produzidos Originalmente” é organizado desde fevereiro de 2024 pela AVPA com o objetivo de continuar a reconhecer que os países produtores de cacau sabem produzir chocolates de qualidade, iguais e por vezes melhores que os produzidos pelas grandes marcas dos países consumidores. .

Este concurso internacional é reservado aos fabricantes de chocolate ou seus grupos (cooperativas, Denominações de Origem) para os quais a AVPA oferece uma classificação que permite a expressão de todos os gostos tradicionais encontrados entre os fabricantes de chocolate nos países produtores de cacau.

 

São definidas duas categorias principais: bean-to-bar (e tree-to bar) - chocolate amargo (chocolate amargo sem quaisquer aditivos como baunilha e emulsificantes)*.Chloé Doutre Roussel colabora com a AVPA no 4º Concurso Internacional de chocolates produzidos originalmente. Sua presidência será para esta categoria bean-to-bar (e tree-to-bar) da competição.

Segunda categoria: “Chocolates com aditivos e outros aditivos” – outros chocolates (chocolate amargo com aditivos, chocolate ao leite, chocolates com ingredientes diversos e bombons) com júri técnico presidido porPascale Adeline e um júri gastronômico presidido porEmmanuelle de Beauregard.

 

* Chocolate amargo “Bean to bar” e “tree to bar”. Esta categoria de chocolate é objeto de uma sessão especial com júri próprio. A categoria “Feijão de chocolate amargo” to Bar” refere-se a chocolates amargos produzidos com no máximo 2 ou 3 ingredientes (cacau, açúcar e (para quem usa) manteiga de cacau). A categoria “chocolate amargo” Tree to Bar” refere-se a chocolates feitos com cacau de árvores de propriedade do chocolatier (sua própria plantação). O açúcar deve ser de cana; e deve ter sabor neutro, caso contrário é considerado um sabor adicionado (exemplo: panela ou açúcar mascavo não podem se enquadrar nesta categoria). O produto deverá ter percentual de cacau maior ou igual a 65% (soma do peso do cacau e da manteiga de cacau dividida pelo peso total do produto, multiplicado por 100). O cacau deve ter total rastreabilidade (conhecer as fazendas/regiões de onde vem, onde foi fermentado e seco e qual caminho percorreu desde a fermentação/secagem até a chocolateria).

web_S9A0377_1_edited copy.jpg

DATAS PARA LEMBRAR

                          

  Registro e amostras antes de 28 de março de 2024

Anúncio dos resultados Junho de 2024

Cerimónia de entrega dos prémios 30 de outubro 14h00 Salon Du Chocolat, Paris

Scannez le code QR pour vous inscrire

fr.png
Chocolate Contest
awards

 

Resultados

Picture3.jpg

Ester Rojas

Cakawa Chocolates 

Venezuela

Picture4.png

Diana Chaves Bustos
Gerente de Marketing y Ventas
Kakao Izpiritua,

Colombia

Picture5.png

Emily Urais
Founder
Belu Cacao,

El Salvador

Picture6.png

Camilo Romero
Gerene General
Luker Chocolate

Colombia 

bottom of page